BLOG

Aqui você encontra mais informações sobre propriedade industrial,

com a análise de quem é especialista no assunto. 

VOLTAR
Saiba o que é Copyleft e como diferenciar de Copyright

Saiba o que é Copyleft e como diferenciar de Copyright

Copyleft, Copyright e Direitos Autorais são ferramentas utilizadas para a proteção de obras originais de um determinado autor. Você já deve ter ouvido falar de algum desses termos, mas sabe o que realmente significam?

A palavra copyleft tem origem na língua inglesa: “copy” significa cópia e “left” esquerda; copyleft seria a esquerda da cópia, em tradução literal. O termo, no entanto, é normalmente compreendido como “cópia permitida” - por aí já se tem uma ideia de seu significado.

Neste post entenderemos mais sobre estes conceitos - o que é Copyleft e quais as diferenças para o Copyright. Acompanhe a leitura!

O que é Copyleft?

Copyleft é uma forma de proteção de propriedade intelectual que permite a cópia, a alteração e a reprodução da obra, desde que essa liberdade seja mantida em todos as versões modificadas e distribuídas.

De forma geral, o Copyleft é uma licença que autoriza e regulamenta a cópia, para permitir a livre circulação de uma obra e democratizar o acesso a ela. Seu surgimento tinha o objetivo de auxiliar a expansão do conhecimento, principalmente na área de desenvolvimento de software.

Nesse conceito, o autor disponibiliza os direitos de sua obra com a condição de que, quando ela for modificada, esses direitos sejam mantidos aos demais que tenham interesse em utilizá-la.

Isso significa que, por mais que você modifique uma obra com essa licença, não pode impedir sua distribuição. Também é necessário referenciar a obra original e fornecer atribuição aos criadores. Não é possível patentear uma obra se ela estiver protegida por Copyleft, por exemplo.

Copyleft e Copyright: quais as diferenças?

face com reconhecimento facial

Não é à toa que os termos são o exato oposto: enquanto o Copyleft garante o livre uso de uma obra, o Copyright assegura que o autor detenha os direitos sobre uma propriedade intelectual, que ela esteja protegida de cópias e que a modificação e a distribuição sem autorização sejam proibidas.

No entanto, uma licença não exclui a outra; para registrar uma obra como Copyleft é necessário, primeiro, protegê-lo com o Copyright. O próximo passo é incluir os termos de distribuição, para garantir a liberdade de uso por terceiros. Dessa maneira, podemos dizer que o Copyleft depende do Copyright para existir.

Se procurarmos “Copyleft” no Google Imagens, podemos ver o exato símbolo do Copyleft espelhado, mas se trata de algo informal. O símbolo aceito juridicamente para representar essa licença é o mesmo © da licença tradicional.

Em suma:

  • Copyright é uma licença fechada que assegura seus direitos apenas ao autor - que, se quiser, pode acrescentar termos de distribuição para torná-la Copyleft.
  • Copyleft é uma licença aberta, passível de alteração e reprodução por qualquer pessoa, desde que seus direitos livres sejam mantidos.

Como usar o Copyleft?

monitor com cores tridimensionais

Como dito anteriormente, essa autenticação tem o objetivo de disponibilizar uma obra para que outras pessoas possam contribuir com sua melhoria e propagação. Esse conceito surgiu com o fundador do GNU Linux, Richard Stallman.

A regra de liberdade de uso, no entanto, não significa que é tudo bagunça: não dá para usar o produto, software ou o que quer que seja a obra de qualquer forma. Não é possível converter um conteúdo Copyleft em Copyright, por exemplo. Essa diretriz protege o conteúdo desenvolvido coletivamente de ser “fechado” por alguém.

Uma obra com Copyleft não é, necessariamente, gratuita - o criador pode vender seus direitos previamente registrados em Copyright e o comprador obterá a licença para alterá-la e distribuí-la como quiser.

Estes conceitos são abordados na Lei brasileira 9.609/98 de Proteção aos Direitos de Software Livres. Outro exemplo comum de Copyleft, além dos softwares e códigos abertos, são os ícones e imagens disponibilizados na internet, exigindo apenas a menção como crédito do trabalho ao autor.

Copyleft e Domínio Público são a mesma coisa?

Falando objetivamente: não! Colocar uma obra em domínio público também a torna livre, mas autoriza qualquer pessoa a efetuar algumas modificações e registrá-la como sua criação original, tirando os direitos de acesso de outras pessoas.

Para o bem coletivo, o Copyleft impede que isso aconteça garantindo e incentivando a liberdade de acesso. Alguns dos mais importantes códigos e softwares só existem por causa dessa licença - como é o caso do Linux, já mencionado.

A importância de licenças como Copyleft e Copyright ficou clara para você? Apesar de opostas, elas simbolizam a preocupação em proteger uma propriedade intelectual, seja de forma privada (Copyright) ou coletiva (Copyleft) e garantir que os direitos legais sejam preservados e respeitados.

Se você deseja registrar um software individualmente ou para sua empresa, conte com a Atlas! Acompanhamos você em todo o processo, protegendo sua criação para proporcionar o devido retorno financeiro.

    Nemo enim ipsam voluptatem quia voluptas sit aspernatur aut odit aut fugit, sed quia consequuntur magni dolores eos qui ratione voluptatem sequi nesciunt. Neque porro quisquam est, qui dolorem ipsum quia dolor sit amet, consectetur, adipisci velit, sed quia non numquam eius modi tempora incidunt ut labore et dolore magnam aliquam quaerat voluptatem. Ut enim ad minima veniam, quis nostrum exercitationem ullam corporis suscipit laboriosam, nisi ut aliquid ex ea commodi consequatur? SAIBA MAIS

    SOBRE ATLAS E GESTÃO 360°